Produtos estruturados

Os produtos estruturados são uma categoria geral de instrumentos financeiros que podem ser utilizados pelos investidores para tirar partido dos movimentos de preços em determinados ativos subjacentes, em muitos casos apenas com um investimento relativamente pequeno. Alguns exemplos de produtos estruturados são os turbos, os warrants e os certificados (de fator), entre outros. Com estes produtos é possível obter um rendimento elevado, embora este seja normalmente acompanhado por encargos e riscos também elevados. Os produtos estruturados são normalmente emitidos por instituições financeiras como a Goldman Sachs e o BNP Paribas. A nossa plataforma dá-lhe a oportunidade de negociar turbos, certificados e warrants, bem como outros produtos estruturados.

Características dos produtos estruturados

Os diversos produtos estruturados podem ter características diferentes. Enquanto os warrants são mais semelhantes a opções, os turbos e os certificados não são. Os produtos estruturados podem ser utilizados para responder a uma redução ou a um aumento do ativo subjacente. Alguns exemplos de valores subjacentes são as ações individuais, os índices, as mercadorias e os pares de moedas. Espera um aumento do preço? Então pode comprar um produto longo. Por outro lado, uma posição curta permite-lhe beneficiar com uma redução do preço. Muitos produtos estruturados têm uma alavancagem integrada. A alavancagem de um produto estruturado indica qual será a percentagem de movimento do valor do produto caso se verifique um movimento de 1% no subjacente. Por exemplo, um nível de alavancagem de 5 significa que, se o movimento do subjacente for de 1%, o movimento do produto será de 5%.

Como foi referido, os produtos estruturados, como os turbos e os warrants, são emitidos por terceiros, normalmente um banco. O banco gera rendimentos destes produtos ao cobrar encargos financeiros na forma de juros, entre outros encargos. Além disso, normalmente os corretores cobram comissões de transação por este tipo de produto.

Data de expiração

Os produtos estruturados podem ter datas de expiração. Os produtos estruturados são normalmente liquidados fisicamente, e alguns são liquidados em numerário na data de expiração. Isto significa que recebe numerário ou o(s) ativo(s) subjacente(s), consoante se o produto ainda tem valor quando expira. Na data de expiração, a entidade emitente determina se há valor remanescente. Se houver, o valor será pago ao investidor.

Um produto pode ser retirado do mercado antes da data de expiração. Um motivo para esta opção é não haver mercado (nenhum comprador e vendedor) para um produto específico. Por exemplo, com um turbo, isto também pode acontecer se for alcançado o nível de knock-out do produto.

O nível de knock-out

Determinados produtos estruturados, como os turbos ou os certificados, têm um nível de knock-out. Quando o preço do subjacente cai abaixo do nível de financiamento, que corresponde ao valor do subjacente financiado pelo emitente, este deixa de poder recuperar o investimento. Por conseguinte, estes produtos estruturados têm um limite de perdas integrado, que também é designado por nível knock-out. Quando este limite pré-determinado é atingido, o produto é automaticamente terminado. Isto significa que o produto é retirado do mercado e deixa de ser negociado. Em seguida, o emitente determina se há algum valor remanescente, que será depois pago ao investidor. O valor também poderá ser zero no momento em que é atingido o nível knock-out. Por exemplo, com um turbo, isto ocorre quando o nível knock-out e o nível de financiamento são iguais. Quanto mais perto estiver o nível de financiamento do preço do subjacente, maior será a alavancagem.

Os produtos que têm um nível de knock-out também têm um rácio. O rácio indica quantos produtos terá de comprar para seguir uma unidade do ativo subjacente. Por exemplo, se tiver 1 turbo na sua carteira de títulos na Royal Dutch Shell com um rácio de 10, tem um investimento de 0,1 vezes na ação subjacente (Royal Dutch Shell).

Saiba no que está a investir

Todos os produtos estruturados têm um Documento de Informação Fundamental (DIF). Este documento de três páginas descreve as características, os riscos e os encargos do produto. Todos estes elementos podem diferir consoante o produto. Por exemplo, o custo de uma posição longa é uma combinação dos encargos de transação cobrados pelo corretor com os encargos de financiamento do emitente. O rendimento e as despesas do financiamento são calculados pelo emitente para a oferta de financiamento (rendimento para produtos curtos e despesas para produtos longos). Pode consultar os encargos de financiamento no DIF. As comissões de transação cobradas pelo corretor para negociar o produto estão disponíveis para consulta na tabela de comissões do corretor.

É importante que tenha em conta que os produtos estruturados são negociados em bolsa. Poderá haver uma diferença no spread de compra/venda (o preço ao qual compra ou vende o produto estruturado) na bolsa. Uma vez que não pode perder mais dinheiro do que aquele que investiu com estes produtos, o emitente pode fazer uma reserva adicional para a eventualidade de o produto ser liquidado abaixo do nível de financiamento. Este valor é designado por prémio de risco de desvio e é incluído no preço de um produto.

Com os produtos estruturados, o prejuízo máximo que pode ocorrer é o montante investido inicialmente. Os riscos envolvidos no investimento em produtos estruturados são o riso de liquidez, o riso do mercado e o risco de contraparte. Para obter mais informações sobre estes riscos, consulte esta página.

As informações neste artigo não foram escritas para fins de consultoria, nem têm a intenção de recomendar quaisquer investimentos. Investir envolve riscos. Pode perder o seu depósito ou uma parte do mesmo. Aconselhamos que invista apenas em produtos financeiros que correspondam ao seu conhecimento e experiência.

backtotop

Note:Investir envolve riscos. Você pode perder (uma parte do) seu depósito. Aconselhamos que invista apenas em produtos financeiros que correspondam ao seu nível de conhecimento e experiência.

Note:
Investir envolve riscos. Você pode perder (uma parte do) seu depósito. Aconselhamos que invista apenas em produtos financeiros que correspondam ao seu nível de conhecimento e experiência.