Quais são algumas estratégias populares para negociar opções?

As opções oferecem muitas possibilidades para responder aos movimentos do mercado de ações. A combinação de opções compradas e/ou vendidas dá aos investidores a oportunidade de converter as expetativas numa estratégia de negociação de opções, o que também pode ajudar a limitar os riscos.

Neste artigo, abordamos estratégias comuns de negociação de opções. Prefere ler mais sobre que opções e como estas funcionam antes de ficar a conhecer as estratégias de negociação de opções? Então, leia este artigo primeiro.

Spreads de opções

Antes de entrarmos em algumas das diferentes estratégias de opções, apresentamos primeiro os spreads de opções e três classificações comuns dos mesmos. Um spread de opções é uma estratégia de opções em que compra e vende uma quantidade igual de opções com o mesmo ativo subjacente, mas com diferentes datas de expiração e/ou preços de exercício. Os tipos de spreads de opções abaixo baseiam-se nas posições utilizadas umas em relação às outras numa cadeia de opções:

Estes números provêm normalmente de três relatórios distintos, mas interligados que uma empresa cotada em bolsa divulgará aos seus investidores em relatórios trimestrais ou anuais: o balanço, a demonstração dos resultados e a demonstração dos fluxos de caixa.

  • Um spread vertical envolve a utilização de opções com o mesmo ativo subjacente e a mesma data de expiração, mas com preços de exercício diferentes.
  • Um spread horizontal é criado através da utilização de opções com o mesmo ativo subjacente e preço de exercício, mas com datas de expiração diferentes. É também referido como um spread de calendário ou diversificação temporal.
  • Um spread diagonal é uma combinação de spreads verticais e horizontais. Esta estratégia é construída utilizando opções com o mesmo ativo subjacente, mas com preços de exercício e datas de expiração diferentes.

Classificações de estratégias de opções

Para além dos spreads, as estratégias de opções também podem ser classificadas com base na direção esperada do mercado. Com base na perspetiva, as estratégias são categorizadas como em alta, em baixa, neutras ou voláteis:

  • As estratégias em alta (bullish strategy) são normalmente utilizadas quando espera que o preço da ação subjacente aumente.
  • • Se esperava uma diminuição do preço da ação subjacente, pode optar por uma estratégia em baixa (bearish strategy).
  • • Também conhecidas como estratégias não direcionais, geralmente utiliza um spread diagonal quando espera que a ação subjacente não mude de preço ou que mude dentro de um intervalo estreito.
  • • Poderá optar por utilizar um spread diagonal quando considerar que a ação subjacente terá uma grande oscilação no preço, mas não tem a certeza da direção.

Exemplos de algumas estratégias de opções comuns

Seguem-se explicações sobre alguns dos tipos mais comuns de estratégias de opções utilizadas pelos investidores. Incluímos exemplos de cada uma para que possa ter uma melhor compreensão destes conceitos. Tenha em atenção que os exemplos e resultados fornecidos são indicativos e excluem os custos de transação.

Covered call (opção de compra coberta)

Com uma opção de compra coberta, vende uma opção de compra quando já detém ou compra a ação subjacente. Neste caso, recebe um prémio pela venda da opção de compra e a sua posição curta é "coberta" se o comprador da opção de compra optar por exercer porque detém as ações subjacentes e, por conseguinte, pode fornecê-las.

As opções de compra cobertas são consideradas como uma estratégia neutra, uma vez que é normalmente utilizada quando não acredita que o preço da subjacente mudará muito num futuro próximo. O lucro máximo com esta estratégia é o prémio recebido pela venda da opção de compra mais a diferença entre o preço de exercício da opção e o preço de compra das ações subjacentes. A perda potencial máxima é igual ao preço de compra da subjacente, menos o prémio recebido.

Segue-se um exemplo de uma opção de compra coberta:

  • Compra: 100 ações XYZ a 50€ por ação
  • Venda: 1 opção de compra XYZ 55 a 2€
  • Prémio líquido = 2€
Exemplo de gráfico de estratégia para opções de compra coberta

Se o prémio recebido for de 2€, então o ponto de equilíbrio é de 48€. Se o preço do subjacente subir acima do ponto de equilíbrio, então obtém um lucro, sendo o máximo 700€ (5€ de diferença de preços, mais o prémio de 2€ recebido, vezes a dimensão de contrato de 100). Neste caso, são incorridas perdas se os preços descerem abaixo do ponto de equilíbrio. São compensadas pelo prémio recebido, mas teoricamente as perdas podem ser substanciais se o preço da subjacente cair.

Bull call spread (spread de opção de compra em alta)

Um spread de opção de compra em alta é um tipo de estratégia de spread vertical. Como o nome sugere, um spread de opção de compra em alta é utilizado quando está em alta na subjacente. Para exercer esta estratégia, compra e vende uma quantidade igual de opções de compra com a mesma data de expiração e a mesma subjacente. A opção de compra longa deve ter um preço de exercício mais baixo que a opção de compra curta.

Tanto os lucros como as perdas são limitados com esta estratégia. O lucro potencial é a diferença entre os dois preços de exercício menos o prémio líquido. A perda potencial é o prémio líquido.

Segue-se um exemplo de um spread de opção de compra em alta:

  • Compra: 1 opção de compra XYZ 60 a 3€
  • Venda: 1 opção de compra XYZ 65 a 1,50€
  • Prémio líquido = 1,50€ (3€ - 1,50€)
Exemplo de gráfico da estratégia para opções de bull call spread

O prémio pago é de 1,50€, por conseguinte, o ponto de equilíbrio é de 61,50€ (exercício de opção de compra longa + prémio líquido). Se o preço do subjacente subir acima de 65€, então obtém um lucro com um máximo de 350€ (5€ de diferença de preços, menos o prémio líquido de 1,50€, vezes a dimensão de contrato de 100). São incorridas perdas se o preço do subjacente terminar abaixo do ponto de equilíbrio. Neste caso, a perda máxima é de 150€.

Bear put spread (spread de opção de venda em baixa)

Os spreads de opção de venda em baixa são também um tipo de estratégia de spread vertical que é normalmente utilizada quando antecipa uma diminuição no preço do ativo subjacente. Esta estratégia envolve a compra e venda de uma quantidade igual de opções de venda com o mesmo subjacente e a mesma data de expiração. A opção de venda que é vendida deve ter um preço de exercício mais baixo do que a opção de venda comprada.

O lucro máximo com um spread de opção de venda em baixa é igual à diferença nos preços de exercício entre as opções de venda menos o prémio líquido pago. Por outro lado, a perda potencial máxima é o prémio pago.

Segue-se um exemplo de um spread de opção de venda em baixa:

  • Compra: 1 opção de venda XYZ 60 a 4€
  • Venda: 1 opção de venda XYZ 55 a 2€
  • Prémio líquido = 2€ (4€ - 2€)
Exemplo de gráfico da estratégia para opções de bear put spread

O prémio líquido pago é de 2€ e, por conseguinte, o ponto de equilíbrio é de 58€. Lucra se o ativo subjacente terminar abaixo do ponto de equilíbrio. Neste exemplo, o lucro é maximizado para 300€ (5€ de diferença de preços, menos o prémio líquido de 2€, vezes a dimensão de contrato de 100). Quando o preço do ativo subjacente termina acima de 58€, então sofre uma perda com um máximo de 200€.

Long straddle

Com esta estratégia, lucra com movimentos de preços significativos em qualquer direção e, por conseguinte, é considerada uma estratégia volátil. Quando o preço se mantém bastante estável, pode perder dinheiro. Para exercer esta estratégia, compra uma quantidade igual de opções de compra e opções de venda que têm a mesma ação subjacente, o mesmo preço de exercício e a mesma data de expiração. Os preços de exercício são, neste caso, opções ao par (at-the-money).

Existem dois pontos de equilíbrio com esta estratégia, o preço de exercício menos o prémio líquido pago e o preço de exercício mais o prémio líquido pago. O risco de uma estratégia de opções straddle limita-se ao prémio pago. Se o preço subir ou descer, o valor patrimonial líquido de uma das opções aumenta. Isto significa que o prémio pago é (parcialmente) recuperado ou o investidor pode mesmo obter um lucro com este aumento. Os lucros podem ser ilimitados com esta estratégia em vantagem.

Segue-se um exemplo de um Long straddle:

  • Compra: 1 opção de compra XYZ 50 a 3€
  • Compra: 1 opção de venda XYZ 50 a 1€
  • Prémio líquido = 4€ (3€ + 1€)
Exemplo de gráfico de estratégia para opções de "straddle" longo

O prémio líquido pago é de 4€, o que faz com que os preços do ponto de equilíbrio sejam de 46€ e 54€. Se o preço do ativo subjacente terminar abaixo de 46€ ou acima de 54€, obterá um lucro. Se o preço do ativo subjacente terminar entre 46€ e 54€, obterá uma perda. Esta perda é maximizada para 400€ (4€ de prémio líquido pago vezes a dimensão de contrato de 100).

Long strangle

Com esta estratégia de opções, beneficia de movimentos de preços significativos. Esta estratégia é semelhante ao Long straddle. A diferença é que, neste caso, os preços de exercício não são iguais. O preço de exercício da opção de compra é superior ao da opção de venda e ambos têm um valor intrínseco negativo. O ativo subjacente e a data de expiração são os mesmos para ambos. Se o preço da ação na data de expiração for igual ou entre os preços de exercício, ambos os contratos expiram sem valor.

Com uma estratégia de Long strangle, são incorridas perdas quando o preço do subjacente termina entre os preços do ponto de equilíbrio. Existem dois preços do ponto de equilíbrio, o preço de exercício mais alto mais o prémio líquido e o preço de exercício mais baixo menos o prémio líquido. As perdas potenciais limitam-se ao prémio pago. Os lucros, por outro lado, têm o potencial de ser ilimitados.

Segue-se um exemplo de um Long strangle:

  • Buy: Compra: 1 opção de compra XYZ 52 a 2€
  • Compra: 1 opção de venda XYZ 48 a 1€
  • Prémio líquido = 3€ (2€ + 1€)
Exemplo de gráfico de estratégia para opções de "strangle" longo

O prémio pago é de 3€. Por conseguinte, os preços do ponto de equilíbrio são de 45€ e 55€. Se o preço do ativo subjacente terminar abaixo de 45€ ou acima de 55€, obterá um lucro. Se o preço do ativo subjacente terminar entre 45€ e 55€, obterá uma perda. Esta perda é maximizada para 300€ (3€ de prémio pago vezes a dimensão de contrato de 100).

Butterfly spread (spread borboleta)

Esta estratégia de opções borboleta é uma combinação de dois spreads verticais e é considerada uma estratégia neutra. É uma estratégia em três partes, em que compra uma opção, vende duas opções com um preço de exercício mais alto e compra uma opção com um preço de exercício ainda mais alto. Todas têm o mesmo ativo subjacente e a mesma data de expiração e os preços de exercício são equidistantes. O seu nome deriva da forma do gráfico que é criado com a combinação dos contratos de opções.

Os lucros e perdas potenciais máximos são limitados. As perdas máximas limitam-se ao prémio líquido pago. São incorridas perdas quando o preço do ativo subjacente termina abaixo do preço de exercício mais baixo ou acima do preço de exercício mais alto. O lucro potencial máximo é igual à diferença entre os preços de exercício intermédios e o preço de exercício mais baixo, menos o prémio líquido pago. O lucro máximo é realizado quando o ativo subjacente termina no preço de exercício das opções de compra curtas.

Segue-se um exemplo de um spread borboleta de opção de compra longa:

  • Compra: 1 opção de compra XYZ 45 a 5€
  • Venda: 2 opções de compra XYZ 50 a 2€
  • Compra: 1 opção de compra XYZ 55 a 1€
  • Prémio líquido = 2€ (5€ + 1€ – (2 x 2€))
Exemplo de gráfico de estratégia para opções "butterfly"

O prémio líquido pago é de 2€. Como resultado, os preços dos pontos de equilíbrio são de 47€ e 53€ (exercício mais baixo mais prémio líquido e exercício mais alto menos prémio líquido). Se o preço do ativo subjacente terminar entre 47€ e 53€, obtém um lucro. Este lucro é limitado a 300€ (preço de exercício intermédio de 50€, menos o preço de exercício mais baixo de 45€, menos o prémio líquido de 2€, vezes a dimensão de contrato de 100). Se o preço do ativo subjacente terminar abaixo de 47€ ou acima de 53€, obterá uma perda. Esta perda é maximizada para 200€.

Spread iron condor

Um spread iron condor longo é uma estratégia em quatro partes e é semelhante a um spread borboleta, uma vez que também utiliza dois spreads verticais e é considerada uma estratégia neutra. As quatro opções envolvidas têm a mesma data de expiração e o mesmo ativo subjacente, mas todas elas têm preços de exercício diferentes.

Para a construir, compra uma opção de venda, vende uma opção de venda com um preço de exercício mais alto do que a opção de venda comprada, vende uma opção de compra com um preço de exercício mais alto do que a opção de venda vendida e compra uma opção de compra com o preço de exercício mais alto de todas as opções envolvidas. O spread de opção de compra e o spread de opção de venda são de amplitude igual.

Os lucros e perdas potenciais máximos são limitados. Se o preço do ativo subjacente terminar entre os pontos do ponto de equilíbrio, obtém um lucro que é maximizado para o prémio líquido recebido. Em comparação com um spread borboleta, existem mais preços finais nos quais pode obter o máximo lucro. Se o preço do ativo subjacente terminar fora do intervalo supracitado, obtém uma perda. A perda máxima recebida é igual à diferença nos preços de exercício de qualquer dos spreads, menos o prémio líquido recebido.

Segue-se um exemplo de um iron condor:

  • Compra: 1 opção de venda XYZ 45 a 1,50€
  • Venda: 1 opção de venda XYZ 50 a 2€
  • Venda: 1 opção de compra XYZ 55 a 2,50€
  • Compra: 1 opção de compra XYZ 60 a 1€
  • Prémio líquido = 2€ (-(1,50€+1) + (2€+2,50€))
Exemplo de gráfico de estratégia para opções de spread "Iron Condor"

O prémio líquido é de 2€. Como resultado, os preços dos pontos de equilíbrio são de 48€ e 57€ (preço de exercício da opção de venda curta menos o prémio líquido e preço de exercício da opção de compra curta mais o prémio líquido). Se o preço do ativo subjacente terminar entre 48€ e 57€, obtém um lucro. Este lucro é limitado a 200€. Se o preço do ativo subjacente terminar abaixo de 48€ ou acima de 57€, obterá uma perda. Esta perda é maximizada para 300€ (5€ na diferença entre os preços de exercício, menos 2€ de prémio recebido, vezes a dimensão de contrato de 100).

Quais são os riscos envolvidos no investimento em opções?

Antes de investir em opções, é importante que aprenda primeiro o que são as opções, mas ainda mais importante é que compreenda os riscos. As opções e outros produtos complextos não se destinam a investidores principiantes e algumas estratégias são mais avançadas do que outras.

Embora algumas das estratégias de opções mencionadas pretendam limitar o risco, se a estratégia não for executada corretamente, corre o risco de perder todo o seu investimento ou mais. Deve investir apenas em produtos que correspondam ao seu conhecimento e experiência e que sejam adequados ao seu plano de investimento.

As informações neste artigo não foram escritas para fins de consultoria, nem têm a intenção de recomendar quaisquer investimentos. Investir envolve riscos. Pode perder o seu depósito ou uma parte do mesmo. Aconselhamos que invista apenas em produtos financeiros que correspondam ao seu conhecimento e experiência.

backtotop

Comece a investir hoje

Junte-se a mais de 2 milhões de clientes que confiam em nós.

Abra uma conta grátis agora

Note: Investir envolve riscos. Você pode perder (uma parte do) seu depósito. Aconselhamos que invista apenas em produtos financeiros que correspondam ao seu nível de conhecimento e experiência.

Note:
Investir envolve riscos. Você pode perder (uma parte do) seu depósito. Aconselhamos que invista apenas em produtos financeiros que correspondam ao seu nível de conhecimento e experiência.